Love.

76865281286eb6c29d2f535588639e34

Relacionarmo-nos muito para além da química dos corpos, muito para além do físico palpável não tem preço. Encontrar nos sentimentos, na empatia e na mística a força e energia que nos faz levantar todas as manhãs é reconfortante. Construir alicerces com base nos sorrisos de amor, nos olhares brilhantes, na confiança que depositam em nós é desafiante. Conturbados foram os tempos até tu chegares e tratares de me provar que não andei este tempo todo errada e perdida em deambulações surreais. Conturbados foram os tempos em que pensei que um simples abraço teria que ser mendigado ou tinha que esperar pela altura em que outros braços decidissem retribuir. Foi cultivada tempo demais uma cultura de escassez. Precariedade de sentimentos, de palavras, de gestos. Uma alma a definhar, a sentir-se alienígena, a perder-se em si mesma. Um ser que acreditou tempo demais não ser merecedor de grandes voos. Chegou o tempo do basta!. E o mundo pediu que a metamorfose se desse. E ela obedeceu. Foi exactamente quando aprendeu a deixar fluir a vida que ele apareceu e lhe abriu um mundo de possibilidades. Aterrorizada, e atormentada, estranhou tempos sem fim o ar ameno que se respirava, a falta de bagunça, a fluidez dos dias. Lutava para vencer a doença da alma que se lhe tinha instalado sem pedir autorização. Caiu muitas vezes. Um coração de carne regenerada cujas cicatrizes se orgulha de carregar, fruto da sabedoria dos tempos em que a única coisa que lhe restava para não partir era amar de forma incondicional. Lembrou-se que talvez fosse esse o truque que faltava. Sem medo. Porque ele lhe abriu um mundo. Ela só tem que o aproveitar. Com ele. Porque sim!

Anúncios

Desculpa.

Foram 0:39 segundos que me atiraram a alma ao tapete. Fiz parte do lote dos descrentes que zombaram de Éder, uma figura pública, um jogador de futebol, uma pessoa que me esqueci ter sentimentos. Achei piada à alcunha de cone e imensas vezes a utilizei. Mea culpa. Esqueci-me, mais uma vez, que do outro lado se encontrava um profissional, amante do que faz, que pode não ser exímio na execução, pode não ser o mais talentoso do grupo mas que luta arduamente para ganhar o que a sorte não se encarregou de oferecer de bandeja. E é aqui que tantas vezes pecamos. Esquecemo-nos de ver além do evidente. É tão mais fácil juntarmo-nos ao movimento piadolas que entretém, que parar e travar o mesmo em prol das consequências que trará no futuro ao alvo de gozo. O futebol é a profissão dele, como cada um de nós tem a sua e não quereria, com toda a certeza, ser pisado e até humilhado, por não ser tão bom quanto as expectativas que depositam em nossos ombros fazem crer. Colocamos de parte a atitude de empatia porque dá trabalho, imenso trabalho e nós queremos facilidades. Peço desculpa Éder, não por não ter acreditado em ti mas antes por ter sido mais uma pessoa a contribuir para o teu sentimento de frustração e tristeza. Obrigado por teres arranjado a força suficiente para te sobrepores a tudo o que foi dito e teres mostrado, e até ensinado, a humanidade e humildade àqueles que não a têm ou se esqueceram dela em alguma esquina. Desculpa ter causado aquelas lágrimas nocturnas que todos nós já choramos quando não percebemos que temos de errado para que nos gozem e rebaixem. Desculpa a sensação de lixo que te deixei quando partilhava mais uma piada sobre ti e sobre as tuas fraquezas. Desculpa por não ter dedicado o meu tempo a saber um pouco mais de ti em vez de o ter gasto a difamar-te. Obrigado por me dares uma chapada de luva branca ao encontrares no Coaching (algo que tanto prezo) a força para mudares a tua perspectiva sobre a vida e sobre ti próprio, não precisando da opinião de terceiros para encontrar o teu oásis. Fizeste algo que há muito ambiciono e ainda não fui corajosa o suficiente. Obrigado por seres um exemplo a seguir. Perdão por ter instigado o descrédito, a inferiorização, o medo e a frustração em ti. Obrigado por não me teres ouvido. Obrigado por acreditares em ti, só em ti. Obrigado por seres humano. Obrigado pela lição de vida. De patinho feio a cisne, continua a lutar por ti e pelo teu sucesso porque enquanto pessoa estás anos luz à frente da maior parte da humanidade. Um beijinho de alguém que já te deve respeito há imenso tempo! Força Campeão! Em nome de Portugal, OBRIGADO!

eder-portugal-france-uefa-euro-10072016_1uthqec81knyg1sf1kwr9otcxg